Tag not found.

News Details

A Evonik leva a digitalização para dentro do aviário

Brasil, 23 de novembro de 2017.
  • Evonik acelera seu Precision Livestock Farming para aves
  • Big Data alavanca a qualidade dos alimentos e reduz o uso de medicamentos 
  • Vantagens econômicas para os produtores 

O aviário do futuro é totalmente digitalizado. Ele usa sensores inteligentes e sistemas integrados para gerar as condições climáticas ideais. A saúde animal é monitorada em tempo integral: O que as aves estão dizendo sobre a atmosfera no aviário? A temperatura corporal está em um nível normal? Os animais estão comendo e bebendo o suficiente? Sensores e microfones fornecem informações, enquanto um software especializado analisa os dados coletados. Caso ocorra algum problema, um sistema de apoio composto por componentes de inteligência artificial autodidata pode ajudar. Os consumidores também têm acesso aos dados: uma profusão de informações importantes cria transparência em torno da criação e do abate dos animais.

É provável que ainda leve algum tempo até que as condições acima sejam realidade, mas os pesquisadores e desenvolvedores da Evonik já começaram a trabalhar no chamado Precision Livestock Farming (PLF) para aves. O termo se traduz no uso de tecnologias digitais para aplicar conhecimentos e dados com o objetivo de desenvolver recomendações efetivas com benefícios comprováveis. Baseada em seus serviços analíticos na área de aminoácidos, a Evonik já tem muitos anos de experiência com modelos de negócio digitais para produção eficiente de animais. “Estamos agora associando a nossa competência e capacidade de inovação na nutrição animal a modernas tecnologias digitais a fim de criar valor agregado para clientes e consumidores”, diz Stefan Pelzer, diretor da unidade de inovação Gut Health & Diagnostics na Evonik.

Nesse sentido, a empresa planeja mergulhar fundo em dados – seus próprios, os de estudos científicos e os dados dos clientes. A visão: O sistema PLF da Evonik fornecerá informações precisas aos produtores de carne sobre a condição atual da sua produção animal e o seu desenvolvimento. Os dados necessários serão registrados e avaliados de modo automático e os resultados poderão ser acessados de forma conveniente por meio de um app em um smartphone, tablet ou laptop. Mudanças em importantes parâmetros são detectadas pelo sistema em tempo real.

O programa fornece recomendações diárias sobre a alimentação e o manejo dos animais, com foco sobretudo na melhora da qualidade da carne. “A combinação de tecnologias digitais e inovações em produtos permite o aumento da produtividade, ao mesmo tempo que reduz substancialmente o uso de antibióticos promotores de crescimento, que ainda costumam ser adicionados às rações”, diz Pelzer. “Nossa meta é fazer com que as aves se mantenham saudáveis e cresçam sem o auxílio de drogas desnecessárias”.

A saúde dos animais é a prioridade máxima da Evonik quando se trata de inovações em produtos. Os pesquisadores da empresa consideram o intestino das aves um elemento decisivo. É ali que o alimento é digerido e onde se situam as funções imunológicas - muitas doenças infecciosas se originam nos intestinos. Para entender melhor os complexos processos do sistema digestivo, a Evonik vem trabalhando no desenvolvimento de um modelo de simulação intestinal desde o final de 2015 dentro do escopo da aliança para a inovação GOBI (Good Bacteria and Bioactives in Industry)*, fundada pelo Ministério da Educação e Pesquisa da Alemanha. O objetivo do modelo é refletir as interações entre alimentação animal, o sistema imunológico e a flora intestinal, e irá possibilitar a realização de testes em aditivos para nutrição animal, como os probióticos.

Probióticos são micro-organismos naturais vivos que exercem o seu efeito nos intestinos. Seus produtos metabólicos têm um impacto positivo sobre a composição das bactérias do sistema digestivo, fortalecem o sistema imunológico e aumentam a resistência e a saúde dos animais. O portfólio da Evonik já inclui diversos probióticos para animais, como o GutCare® PY1, desenvolvido especificamente para aplicação na avicultura.

Em estudos sobre alimentação animal com o GutCare® PY1 para aves, foi possível confirmar o desempenho do produto. “Com isso, o nosso probiótico poderia ser uma alternativa ao uso profilático de antibióticos na alimentação animal”, diz Pelzer. Trata-se de um ponto importante uma vez que a Organização Mundial da Saúde vê uma ligação entre antibióticos promotores de crescimento e a ocorrência de patógenos cada vez mais resistentes – e difíceis de combater - em humanos.

Os pesquisadores da Evonik também trabalham no desenvolvimento de sistemas de testes rápidos e simples que irão permitir uma avaliação da saúde das aves. O objetivo da Evonik, com a ajuda desses novos testes, é alertar os produtores de aves da iminência de uma infecção, para que eles possam adotar as contramedidas apropriadas a tempo.

*A aliança para a inovação GOBI (Good Bacteria and Bioactives in Industry), fundada em 2016 e com duração de seis anos, é financiada pelo Ministério da Educação e Pesquisa da Alemanha como parte do programa de financiamento “Innovation Initiative for Industrial Biotechnology”, sob o código de financiamento 031B0074 A - C. Além da Evonik, a aliança inclui a empresa de biotecnologia Organobalance e a Bionorica SE.
O foco da aliança é a área de nutrição e saúde.

Evonik, o grupo industrial criativo da Alemanha, é uma das principais empresas de especialidades químicas do mundo. A essência de sua estratégia corporativa é o crescimento rentável e o aumento sustentado do valor da empresa. A Evonik se beneficia sobretudo de seu talento inovador e de suas plataformas de tecnologia integrada. A Evonik atua em mais de 100 países no mundo inteiro. Em 2016, mais de 36.000 colaboradores geraram vendas da ordem de 12,7 bilhões de Euros e um lucro operacional (EBITDA ajustado) de cerca de 2,165 bilhões de Euros.

No Brasil, a história da Evonik Industries, começou em 1953. A empresa conta hoje com cerca de 600 colaboradores no País e seus produtos são utilizados como matéria-prima em importantes setores industriais, como: automotivo, agroquímico, biodiesel, borracha, construção civil, cosmético, farmacêutico, nutrição animal, papel e celulose, plástico, química e tintas.

Downloads

Contact

Regina Bárbara

Comunicação Corporativa