Search
CELULOSE

Papel e Celulose

SOLUÇÕES INOVADORAS


A Evonik oferece produtos e soluções inovadores para a indústria do Papel e Celulose, garantindo a excelência nos processos produtivos, menor impacto ao meio ambiente e mais qualidade para a vida das pessoas. São décadas de investimento em pesquisa e desenvolvimento para atingir esse objetivo. Um dos principais produtos da Evonik é o Peróxido de Hidrogênio, com diferentes possibilidades de aplicação na produção de papel e celulose. A unidade fabril no país está localizada em Barra do Riacho (ES) e sua capacidade de produção anual é de 70 mil toneladas. Essa fábrica foi uma das primeiras empresas do setor a conquistar o certificado do sistema de gestão ambiental, em conformidade com a norma NBR ISO 14001.


  • Branqueamento Químico da Celulose

  • Branqueamento de Polpas Mecânicas

  • Utilização em Papel Reciclado

  • Aditivos e Matérias-Primas para Revestimento do Papel

 

Conheça mais sobre os produtos do segmento

 

O HYPROX® é um agente de branqueamento de celulose muito versátil, que tem o grande benefício de não gerar impactos ambientais: não degrada o meio ambiente nem deixa resíduos. Sob condições alcalinas ele é aplicado para branqueamento de polpas químicas, mecânicas e recicladas.

A versatilidade do Peróxido de Hidrogênio permite sua aplicação em diferentes estágios dentro da seqüência de branqueamento. As principais vantagens da aplicação do produto são:

  • Reduz o emprego de outros agentes de branqueamento, como o dióxido de cloro.

  • Minimiza o custo total do processo de branqueamento.

  • Permite um melhoramento da alvura final.

  • Supri deficiências de outros agentes de branqueamento durante o processo.

  • Aumenta a capacidade de uma planta de branqueamento.

  • Diminui a cor do efluente.

  • Diminui a reversão de alvura melhorando a estabilidade da polpa celulósica.

 

Branqueamento de polpas mecânicas

O desfibramento mecânico de fibras da madeira ricas em lignina pode ser branqueado somente com agentes branqueadores moderados. O Peróxido de Hidrogênio é capaz de oxidar os cromóforos da lignina. O branqueamento redutivo com hidrosulfito similarmente mantém a produção alta. Entretanto, o branqueamento redutivo tem somente um efeito de alvura limitado.

Branqueamentos com Peróxido de fibras mecânicas requerem condições de alta consistência (consistência acima de 20%) e tamponadas, a fim de evitar grandes variações de pH. Condições típicas de reação são de temperaturas entre 70ºC e 85ºC, com um tempo de retenção de 2 horas até 5 horas. O tamponamento do processo é tipicamente alcançado com a adição de soluções de silicato de sódio.

Utilização em papel reciclado

O reprocessamento do papel de descarte com o objetivo de remover a tinta é conduzido sob condições alcalinas moderadas. A fim de evitar o amarelamento e conseguir um efeito de branqueamento, pequenas quantidades de Peróxido de Hidrogênio são adicionadas à pasta (pulper).

Se um aumento na alvura é requerido, o Peróxido de Hidrogênio também pode ser usado em um estágio de branqueamento posterior numa torre. A fim de obter uma alvura total, é necessário um tempo de retenção de mais ou menos uma hora, temperatura 85ºC, carga de aproximadamente 1,5%.

Aditivos e Matérias-Primas para Revestimento do Papel - AEROSIL®,AEROXIDE®, AERODISP®, DYNASYLAN®, SIPERNAT®

Usados como aditivos ou matérias-primas, os aditivos da Evonik – referência na indústria do Papel – são responsáveis por criar papéis com diferentes superfícies fazendo com que tenham a qualidade desejada para cada tipo de impressão: desde um documento até a impressão de uma foto de altíssima definição.